— —

O inexorável da vida.

Por mais que a estética e a medicina avancem neste mundo moderno é inexorável que iremos envelhecer, perecer, terminar.

A única possibilidade disto não acontecer é morrermos jovens o que não soa como uma boa opção para ninguém.

Muitas pessoas não lidam bem com o envelhecimento e vemos diariamente exemplos na mídia de mulheres que estão disformes de tão esticadas vivendo a ilusão de resgatar a juventude perdida mas, será que se perde alguma coisa ao envelhecer???

Talvez não, talvez percamos apenas a inexperiência e insegurança dos dias de juventude.

Sempre quando vejo alguém “sem noção” da idade que tem peço a meu marido: “Amor, cuide para que eu envelheça com dignidade!”

Acredito que envelhecer com dignidade significa se cuidar, ter a auto estima em alta mas sem esconder a idade, fazendo dela uma aliada e não uma inimiga.

Esta reflexão de hoje é uma espécie de homenagem que faço a minha mãe, que completou 70 anos de idade no último domingo. Cheia de saúde, lucidez, beleza porém sem disfarçar as marcas que o tempo e a experiência deixaram em seu rosto.

Mãe te amo.

Anna Carla

Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

Comente