Depois de sete anos da estréia de Dama da Noite, o retorno aos palcos paulistanos é mais que um desejo, é uma comemoração

Na peça Dama da noite, o ator Luiz Fernando Almeida encarna a personagem e as angústias de um ser humano que não se sente inserido no mundo que vê e vive.

Com direção de André Leahun, DAMA DA NOITE mostra ao público o conto do escritor Caio Fernando Abreu. No monólogo, o autor gaúcho não dá trégua e coloca o personagem numa mesa de bar em que despeja toda sua angústia, rancor e desprezo por uma sociedade que o discrimina e o exclui.

A montagem foi criada para ser apresentada para plateias pequenas,  o que potencializa o tom coloquial e ao mesmo tempo incisivo do texto de Caio Fernando Abreu.

O ator Luiz Fernando Almeida fica praticamente encurralado num canto, onde há apenas uma mesa e uma cadeira.

Antes, porém, o ator, com figurino exuberante e vasta peruca, vai buscar os espectadores no saguão. Já em cena, ele joga a peruca de lado e começa a jorrar o desabafo daquela personagem.

Publicidade

Diálogo com o público

Em um cenário que é uma residência, mas que pode ser também um clube, bar ou o que a imaginação do público desejar, a personagem não se limita à atuação e instiga um diálogo com seu público em clima intimista.

Em DAMA DA NOITE, uma “bicha velha” – como Dama da Noite se auto-intitula – conversa com um “boy”, alguém que ela poderá pagar uma bebida e ter sexo fácil, mas nunca amor.

A montagem transforma os espectadores no outro, no jovem que a personagem aponta o dedo. Como não há aparente amor, não há delicadeza nem sutileza por parte de Dama da Noite para com seu interlocutor – o que acaba sendo uma experiência profunda e perturbadora no melhor dos sentidos para a plateia.

DAMA DA NOITE estreou em abril de 2011 e cumpriu 13 temporadas na cidade de Santos e duas na cidade de São Paulo, sempre com enorme sucesso de público e crítica.

O espetáculo esteve entre os finalistas do premio Aplauso Brasil 2013 nas categorias Ator, Diretor e Figurino e também foi indicado ao premio Papo Mix da Diversidade 2012 na categoria espetáculo Teatral.

Publicidade

Sete anos em cartaz

Em 2014 o espetáculo virou um curta-metragem com direção de Dino Menezes e tem rodado festivais e eventos de curtas-metragens em todo o país.

Sobre Luiz Fernando Almeida 

No teatro desde 1990, Luiz Fernando recebeu o Prêmio Plínio Marcos de Melhor Ator Coadjuvante pelo espetáculo Quando os olhos se fecham (2009).

No XVIII Festac também foi escolhido Melhor Ator Coadjuvante por O que terá acontecido a Rosemary? (2010), além de ser indicado como Melhor Ator no FESTKAOS 2013 e do Prêmio Aplauso Brasil 2013 porDama da Noite.

No cinema, atuou nos curtas-metragens Meu Neném com direção de Ricardo Santini e produção da Brasileira Filmes, O Enganado, baseado na crônica de Luís Fernando Verissimo, com direção de Paula Luana Maia, Na Hora do Almoço, de Kadu Verissimo com direção de Dino Menezes e Sofá e Dama da Noite também com direção de Dino Menezes.

Proprietário da Superbacana Produções é realizador de eventos como Sansex – Mostra da Diversidade de Santos, Bazar Cafofo, Combo Cultural, Verão Teatral, Teatro nas Bibliotecas e Teatro ao meio dia, entre outros.

Financiamento coletivo

“Este ano, eu, André Leahun e Jhu Marques completamos SETE ANOS em cartaz com Dama da noite e o nosso desejo e realizar uma nova temporada em SP este ano. Para isso, lançamos uma campanha pra arrecadar fundos” conta Luiz Fernando Almeida  que nutre o desejo de uma temporada na terra da garoa para comemorar os sete anos da estréia.

Se tem edital, patrocínio, foram raras as vezes que minhas peças foram produzidas dessa maneira, então, seguimos ralando.Dama da Noite é  um espetáculo importante, que precisa ser visto e que sem a ajuda das pessoas, fica difícil bancar tudo sozinho. Então, conto com a benevolência de todos.” completa.

Ajude


Você pode contribuir clicando nesse link ou simplesmente compartilhando este post.

A campanha fica no ar nos próximos 45 dias e a estréia está prevista para o mês de março ou abril. 

Anna Carla

Santista ”da gema”. Uma mulher dos anos 50 nascida em 73. Mãe da Sofia desde 2004 e do Joaquim desde 2010. Advogada formada pela Universidade Católica de Santos desde 2001. Costumo dizer que me interessam coisas legais em sentido amplo e estrito. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.
Veja o perfil completo.


Anna Carla

Anna Carla

Santista ”da gema”. Uma mulher dos anos 50 nascida em 73. Mãe da Sofia desde 2004 e do Joaquim desde 2010. Advogada formada pela Universidade Católica de Santos desde 2001. Costumo dizer que me interessam coisas legais em sentido amplo e estrito. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer. Veja o perfil completo.

Comente

error: Copyright © 2006 - 2018 por Anna Carla Lourenço do Amaral - Todos os direitos reservados.