De Vargas Llosa a autores inéditos em português, segunda edição do mini-festival de literatura latino-americana apresenta escritores e escritoras do Peru

Abrindo o mês literário de Santos, o mini-festival de literatura latino-americana Tortiletras chega a sua segunda edição com o tema “¡Livros do Peru!”. Os encontros acontecem nos dias 2 e 3 de setembro, com sessões às 16h e às 19h. No cardápio, uma palestra sobre escritores e escritoras peruanas acompanhada por uma tortilha espanhola e uma taça de vinho ou uma cerveja artesanal. Os encontros ocorrem em La Casita, na Rua Antonio Bento, 13, na Vila Mathias.

A galeria e espaço cultural é mantida pelos artistas Nice Lopes e Gabriel Montenegro, enquanto a tortilha e a palestra ficam a cargo do jornalista e mestre em História Social Alessandro Atanes.  As reservas devem ser feitas por meio de mensagem enviada ao endereço eletrônico alessandroatanes@gmail.com ou lacasitatelie@gmail.com. Além da aula e da tortilha, os participantes receberão também uma antologia em edição bilíngue e artesanal de poemas peruanos inéditos em português. A primeira edição foi realizada em junho, tendo o escritor chileno como tema.

Livros do Peru

Atanes faz parte desde 2010 do Projeto Tabatinga de Tradução Literária, uma aliança entre peruanos que traduzem brasileiros e brasileiros que traduzem peruanos. Traduziu para o português “Voo de identidade” (2010), sobre as linhas de Nasca, e “Espinhos do porco-espinho (2012), ambos do poeta Óscar Limache, e “Viagens imaginárias & Á espera do outono”, volume com duas obras de Javier Heraud (1942-1963), publicados no Brasil pela editora de livros artesanais de papelão Sereia Ca(n)tadora. Traduziu também “Blanco de hospital / Alvo de hospital” (2014),  do poeta Samuel Cárdich, publicado em edição bilíngue pela Condorpasa em Lima. A versão bilíngue de “Voo de identidade” tem uma edição peruana feita pela Amotape Livros, que tem publicado no país vizinho uma série de autores brasileiros, de contemporâneos a Machado de Assis.

Em janeiro de 2014, Atanes apresentou suas traduções em Lima, na conferência “Um diálogo entre Peru e Brasil através de traduções de poesia”, ao lado de Limache, ele mesmo tradutor, amante da literatura brasileira e idealizador do projeto, e Alfredo Ruiz Chinchay, criador da Amotape e também tradutor.

O brasileiro leva prontas também as traduções de “Viagem à língua do porco-espinho”, de onde foram selecionados os poemas que formam o “Espinhos do porco-espinho”, e “5 metros de poemas”, de Carlos Oquendo de Amat, um livro da época das vanguardas dos anos 20, que vai se desdobrando até abrir-se ao longo de cinco metros. As duas obras serão apresentadas ao público pela primeira vez nesta edição do Tortiletras.

Livros e tortilhas

Para comprar online acesse: http://rede.natura.net/espaco/annacarla

Publicidade

Mais do que uma aula, a proposta de Atanes aposta na “fome” das pessoas por livros e pelos temas do continente. Assim, cada encontro será dividido em duas partes. Na primeira, a degustação, enquanto o “estudioso” prepara a tortilha na cozinha, os participantes poderão ler, folhear e fazer perguntas sobre uma série de livros de autores e autoras peruanas.

Na segunda, o prato principal, com as tortilhas e bebidas servidas, Atanes parte da pauta levantada na degustação e inicia sua apresentação. “Essa ponte literária que criamos entre Santos e Lima é responsável já por centenas de livros circulando entre os dois países, não só os exemplares dos livros que traduzimos aqui e eles traduzem lá, mas também os livros que trazemos na bagagem, que fazem parte de nossa história pessoal, e que mostramos para as pessoas nas traduções e também nestes encontros”.

Por coincidência, Atanes estava no Peru, em Trujillo, em 2010, em sua primeira viagem ao país, no dia em que anunciaram o Nobel de Literatura para Mario Vagas Llosa, autor de “A cidade e os cachorros” (1962) e do recente “O sonho do celta” (2010), que tem uma breve passagem sobre a cidade de Santos. “No Tortiletras, vou falar de sua defesa da Literatura como forma de conhecimento sobre o mundo”. Atanes lembra que sua tortilha não é receita de família nem nada gourmet, é uma receita que aprendeu com uma amiga de Barcelona, um motivo para se reunir. “O prato principal será sempre a literatura”, comenta.

Alessandro Atanes

Alessandro Atanes

Mestre em História Social (USP, 2008) com a dissertação “História e Literatura no Porto de Santos: o romance de identidade portuária Navios Iluminados”. Durante o mestrado, assistiu aulas em disciplinas como “História e Literatura na América Latina” e “Identidades americanas”, além das disciplinas de História da Cultura. Desde 2010, vem traduzindo e publicando poesia hispano-americana inédita em português, principalmente autores da Argentina e do Peru. Já promoveu duas edições (2015 e 2017) na Associação Cultural José Martí do curso “História e Literatura na América Latina”. Veja mais aqui.

La Casita

Uma casa simpática e antiguinha na Vila Mathias é a moradia e local de trabalho dos artistas Nice Lopes e Gabriel Montenegro.

Nice Lopes e Gabriel Montenegro

Nice Lopes é ilustradora, artista visual e publicitária. Gabriel Montenegro é artista plástico, bonequeiro e designer de estamparia. Juntos, transformaram a casa em um espaço de trabalho com muitas cores e criatividade. Um dos cômodos abriga uma mini-sala de leitura composta por livros infanto-juvenis, onde adultos e crianças terão acesso a títulos para consultas no local. Telas, fotografias, posters e bonecos de papel machê estão espalhados por toda a casa numa interação perfeita com os ambientes.

O intuito dos artistas é abrir a casa-ateliê ao público para encontros criativos, oficinas de arte para adultos e crianças, exposições, bate-papos, saraus, lançamentos de livros e o que mais a imaginação mandar.

Tortiletras – Serviço

2 e 3 de setembro: sessões às 16h e às 19h.

La Casita: Rua Doutor Antônio Bento, 13, Vila Mathias, Santos

Contato: Alessandro Atanes (13) 98122-98144 / Nice Lopes (13) 98141-2639

Reservas e informações: alessandroatanes@gmail.com / lacasitatelie@gmail.com

Preços

Individual: R$ 150,00

Duplo: R$ 250,00

Grupo fechado (4 pessoas): R$ 400,00

Com informações de Nice Lopes


Anna Carla

Santista ”da gema”. Uma mulher dos anos 50 nascida em 73. Mãe da Sofia desde 2004 e do Joaquim desde 2010. Advogada formada pela Universidade Católica de Santos desde 2001. Costumo dizer que me interessam coisas legais em sentido amplo e estrito. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer. Veja o perfil completo.

Comente

pt_BRPortuguese (Brazil)
pt_BRPortuguese (Brazil)
%d blogueiros gostam disto: