entretenimento

Porque My Mad Fat Diary é uma série tão necessaria

Uma série sobre adolescência, auto estima e sobre como podemos ser fortes

Com quatro anos de atraso, tive acesso a essa maravilhosa série “My Mad Fat Diary”.

Tudo começou há umas duas semanas quando vi um vídeo no Facebook,  com o que  eu julguei ser a cena de um filme, sobre autoestima e achei tão maravilhoso que compartilhei no meu perfil para que minha filha visse.

Minha sobrinha, aquela mesma que escreve sobre séries aqui no blog de vez em quando, comentou dizendo que esta cena , era de uma série, desta série.

Pirei e procurei para assistir.

Sobre a série

Baseada no livro “My Fat, Mad Teenage Diary”, escrito por Rae Earl a série My Mad Fat Diary é inglesa e estreou em janeiro de 2013 no canal de televisão E4, teve um total de 16 episódios divididos em três temporadas e foi exibida até julho de 2015.

Foi escrita por Tom Bidwell e dirigida por Tim Kirkby e Benjamin Caron nos estúdios Tiger Aspect Productions, com distribuição por conta da Endemol UK.

História

A série é situada na década de 1990,  acompanha a vida de Rae, uma jovem obesa de 16 anos que vive em Lincolnshire com a sua mãe. Recém saída de um hospital psiquiátrico, ela vê-se num mundo no qual não se sente à vontade. Sem perder o bom humor e a sua crença no amor, Rae pretende alcançar o seu objetivo de se aceitar e se curar.

Ela reencontra sua ex melhor amiga Chloe que desconhece os sérios problemas de saúde mental e imagem corporal da amiga, acreditando que ela estava na França nos últimos quatro meses. Rae tenta manter esta informação e ao mesmo tempo, tenta impressionar os amigos de Chloe Izzy, Archie, Chop e Finn.

Elenco 

Nico Mirallegro

Apesar de ser uma série dirigida ao público adolescente, o elenco é ótimo e conta com atuações bem convincentes do fofo Nico Mirallegro como Finn Nelson, um menino a quem Rae não gosta no princípio, mas que mais tarde se torna seu principal interesse amoroso, Jodie Comer como Chloe Gemell, atraente, melhor amiga popular de Rae desde a infância. Dan Cohen como Archie, amigo íntimo de Rae. Ele mais tarde se revela ser gay e é vítima de homofobia e assédio moral. Jordan Murphy como Arnold “Chop” Peters, o cara mais grosseiro do grupo, a gatinha Ciara Baxendale como Izzy, a princesinha do grupo. Muitas vezes, alegre e otimista, Rae descreve-a como nunca tendo um pensamento negativo.

Kester

Ian Hart jogando a real na pele do terapeuta Kester

O elenco ainda conta com o auxilio luxuoso do ator britânico Ian Hart, aquele mesmo que em 2001 interpretou o professor Quirinus Quirrel em Harry Potter e a Pedra Filosofal. Ele dá a vida a Kester o terapeuta de Rae que dá várias sacudidas na garota e no público também. Sem dúvida um dos meus personagens favoritos na série.

13 reasons why?

Jodie Comer

Recentemente assisti a festejada 13 reasons why em que uma garota se mata e manda fitas para as 13 pessoas que seriam as 13 razões do seu suicídio. Achei válida esse série porque trouxe o tema suicídio, especialmente de jovens, e o bulling para um debate mais aberto. Se você ainda não viu, especialmente se você tem estômago forte, veja, tem na Netflix.

Contudo, acho que My Mad Fat Diary vai  muito além de 13 reasons why, pois mostra para qualquer um que é possível se empoderar e vencer todo tipo de merda. E se você acha que esta é só uma série sobre uma menina gorda e os problemas que ela tem, sugiro mais fortemente que você veja porque nessa série, assim como na vida, não precisa ser gordo para ter problemas.

Trilha sonora

Já falei que a série se passa nos anos 90 na Inglaterra né? Agora imagine a música nacional desse lugar e dessa época… Imaginou?

Para mim que fui xóvem nos anos 90 foi uma viagem no tempo, maravilhoso! The Charlatans, Beck, The Verve, Radiohead, Maniac Street Preachers, The Lemonheads…Só filé! E como eu sou muito legal vou compartilhar aqui uma playlist que encontrei no Spotify.

Como assistir

Agora você deve estar perguntando aí “nossa que legal Anna, me deixou com água na boca pra ver essa série maravilhosa , e faz como pra ver se não tem na Netflix?”

Olha se você procurar no Google vai aparecer um monte de sites para assistir online mas eles são cheios de links maliciosos, fishing e publicidade e sinceramente tem que querer muito ver e eu não tenho muita paciência. No Popcorn Time tem só uma temporada. Por incrível que pareça o melhor jeito de ver, onde encontrei todos os episódios legendados foi no Youtube, uma alma caridosa carregou todos eles lá.

Agora não tem desculpa, vê lá e não esquece de passar aqui pra comentar o que achou.

Agora fiquem com o tema de abertura do The Charlatans, para entrar no clima.

Até qualquer hora!

Anna Carla

Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

Comente