blogosfera

Dia do blogueiro: reflexão

Diz que dia desses foi “Dia do Blogueiro” e fiquei pensando:

na ânsia por ser o termo reconhecido como profissão será que não perdemos a essência?

CC0-Public Domain- Pixabay

O dia 20 de março é considerado desde 2004 como o Dia do Blogueiro no Brasil, quando a blogueira “old school” Carmen Tsuhako (também conhecida como Cá do Armário) instituiu esse dia. Nessa época os blogs ainda não eram “profissionais”, e as pessoas se juntavam apenas para publicar coisas sobre seu dia-a-dia e ir levando o cotidiano com mais alegria. (Fonte: Site Datas Comemorativas).

Leia também: Top 5 de blogs pessoais que você precisa ver no Blog Day

Eu também  sou velha, ou melhor dizendo, antiga. Estou nessa brincadeira de blogar há quase onze anos e posso dizer que de lá pra cá muita coisa se modificou… Muita gente com carisma gigante apareceu, muita gente cresceu a custa do seu próprio empenho, e atualmente tem muita gente fazendo publieditoriais além da publicidade da própria vida.

Para comprar online acesse: http://rede.natura.net/espaco/annacarla
Publicidade

Tem gente que vive disso e por isso deseja que  o termo blogueiro seja reconhecido como profissão mas até que ponto isso não faz com que percamos a essência do que é blogar?

Sinto um pouco de saudades do Rotarrots, um grupo onde compartilhávamos pautas pelo simples prazer de escrever. A vida está corrida e cada minuto é precioso, eu mesma gostaria de ter mais tempo para escrever… Talvez por isso o pessoal priorize hoje a pauta paga à pauta do amor.

Sinto falta de ler gente e de relatos sinceros sobre o cotidiano.

Ontem li um relato da Luíza Diener do Potencial Gestante (que recomendo fortemente aliás), sobre a formatura do pré do filho mais velho dela. O texto era emoção pura, chorei e me emocionei junto, me coloquei nos sapatos dela e rolou uma identificação imediata. Não porque eu tenha passado por situação semelhante mas porque é possível de acontecer, comigo e com qualquer mãe.

Aproveito a data para  desejar ardentemente que a emoção não se perca em meio a resenhas de produtos e posts patrocinados.

Que a gente não deixe essa peteca cair, eu vou fazer a minha parte e você? Vai seguir me acompanhando por aqui?

Até qualquer hora!

Anna Carla
Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

2 thoughts on “Dia do blogueiro: reflexão

  1. Verdade, Ana! Não tenho o tempo de estrada que você tem, mas vejo daqui dos meus 46 anos, muita gente achando que ser blogueira é só fazer propaganda. Não sou contra a publicidade! De forma alguma. Sou jornalista, fiz Comunicação e a Publicidade e Propaganda é super importante. Só que separada de um conteúdo bacana, fica meio sem propósito. Ou melhor, só com o propósito comercial. Assistindo à palestra da Monica Salgado, Diretora de Redação da Revista Glamour, pude sentir que este sentimento não é só nosso. Uma das preocupações dela, ao pegar a direção da revista há 5 anos, foi agregar valor para que ela fosse uma marca e não apenas um monte de folhas com fotos bonitas.
    E com toda humildade, ouso dizer que isso sim é o importante!
    Blogar com o coração. Ainda que com post patrocinados ou resenhas de produtos, que haja sentimento, sinceridade e um profundo desejo de transmitir algo de bom para as pessoas!
    Não vou deixar a peteca cair! Pode continuar contando comigo! E é claro que vou seguir te acompanhando! rsss..
    Um beijo,
    Ana

Comente