cinema

Entendendo o Universo Cinemático Marvel

 

avengers-age-of-ultron-collage

A Marvel Studios mudou nossa forma de ver cinema.

Como todos vocês já devem saber, Os Vingadores: A Era de Ultron está nos cinemas, e já se provou um sucesso de bilheteria, com milhões arrecadados no mundo inteiro. Mas o motivo deste post não é falar sobre o filme em si. O mais interessante aqui é explicar um pouquinho sobre o que se convencionou dizer “Universo Cinemático Marvel” (Marvel Cinematic Universe – MCU, em inglês).

Pois bem, o que é isso? Vocês já devem ter percebido que esse filme não é apenas um filme visto isoladamente. Ele é parte de todo um complexo de filmes e séries que compõe uma realidade, uma coerência e coesão que fatalmente quem não acompanha os acontecimentos pode ficar pensando que algo está faltando quando visto um título isoladamente.

E, principalmente quando se trata de Vingadores, estamos falando de um grupo de personagens que tiveram já o seu filme solo e agora trabalham juntos em uma missão. Certamente quem acompanhou os filmes terá uma satisfação maior do que quem caiu de paraquedas no meio do tiroteio. Aliás, vendo o início de Vingadores 2, isso literalmente acontece. Explicarei isso melhor mais à frente.

E não é só dentro de um Universo Cinemático Marvel que nos encontramos. Estamos também diante do final da Fase 2 desse universo. E aí a coisa complica um pouco mais. Cada fase seria um arco de histórias, com o desenvolvimento de cada protagonista, culminando na aventura da equipe. Na fase 1 tivemos o Homem de Ferro (em 2 filmes), o Hulk, o Thor e o Capitão América, para enfim presenciarmos o primeiro Vingadores. Já a fase 2 teve o Homem de Ferro novamente, com mais filmes de Thor e Capitão América, com a apresentação dos Guardiões da Galáxia e aí chegarmos a mais um Vingadores. Ufa!

Compre aqui!
Compre aqui!

Assim, da mesma forma que no primeiro Vingadores, tivemos a união dos 4 protagonistas dos filmes anteriores, unidos para salvar o planeta, nesse segundo é a (re)união, depois de mais algumas aventuras solo. Ah, então esse segundo filme é o final da fase 2 do MCU? Não! Já confirmaram que o filme que vai concluir tal fase é o Homem-Formiga, com estreia prevista para 17 de julho. E agora? Só assistindo ao filme para saber a razão. Pode ser que esse filme sirva como um epílogo do arco, com uma história própria, apenas para complementar o encerramento já visto em Vingadores.

E diante de todo esse cenário, o que podemos dizer é que estamos presenciando uma transposição do que já acontecia nos quadrinhos de super-heróis. É comum vermos vários títulos de revistas, com personagens solo, e depois de vários meses acompanhando suas aventuras, acontece um mega-evento envolvendo todos, que muda e influencia tudo o que está em sua volta. É tudo planejado com anos de antecedência e tudo conectado para que haja uma unidade e identificação do leitor perante não só seu personagem favorito, mas também de todos os restantes. A diferença aqui é que uma revista custa muito menos do que um filme, o que denota a ambição do estúdio em dar prosseguimento a essa ideia. Uma ambição lucrativa, mas que não deixa de ser visionária e pioneira.

Até agora tivemos 11 filmes desse universo, com mais 11 já confirmados e programados a serem lançados até 2019. São 6 filmes da fase 1, mais 6 da fase 2 e 10 da fase 3. Vejam bem, o intervalo de tempo entre o primeiro e o último – até agora – é de 11 anos!

E essa empreitada toda não se limita apenas nos filmes lançados nos cinemas. Temos também as séries de televisão, que não apenas estão conectadas aos acontecimentos principais da tela grande, mas também servem para expandir o universo, trazendo informações complementares (e às vezes essenciais) para se entender plenamente os filmes. E aí talvez resida o problema nos filmes, já que muitos espectadores não acompanham a série (ou não estão em dia com ela), e acabam por não entender direito o que se passa na narrativa.

Exemplo: no início de A Era de Ultron, a equipe vai a uma base secreta da H.Y.D.R.A, a organização inimiga, para resgatar um determinado objeto. Mas peraí! Como ele foi parar lá? Como eles sabem disso? Qual o contexto disso tudo? O episódio 19 de Agents of S.H.I.E.L.D., série televisiva da Marvel sobre a organização que monitora os Vingadores, explica mais ou menos, e foi o que deu o pontapé inicial para a ação do filme. Chato, né?

avengers

Bem, eu já vi rolando na interweb algumas versões de guias para acompanhamento dos filmes e séries da Marvel. Como uma ordem correta a serem vistas as produções. Mas, por mais que tentem mudar, colocando em ordem cronológica, nada funciona melhor do que a ordem em que os filmes foram lançados comercialmente. É essa a forma que o estúdio quis que você visse. É nessa ordem que você terá as surpresas e satisfações pretendidas pelos produtores, mesmo que esses acontecimentos sejam cronologicamente anteriores. É como quisessem enfiar goela abaixo que vocês devem ver os episódios 1, 2 e 3 de Star Wars antes do 4, 5 e 6, quando sabemos que evidentemente, deve ser feito o contrário.

Pois bem, segue aqui a lista de filmes e séries que DEVEM ser vistos, para uma experiência plena no MCU:

  1. HOMEM DE FERRO
  2. O INCRÍVEL HULK
  3. HOMEM DE FERRO 2
  4. THOR
  5. THE CONSULTANT (CURTA)
  6. CAPITÃO AMÉRICA: O PRIMEIRO VINGADOR
  7. A FUNNY THING HAPPENED IN THE WAY TO THOR’S HAMMER (CURTA)
  8. OS VINGADORES
  9. ITEM 47 (CURTA)
  10. HOMEM DE FERRO 3
  11. AGENT CARTER (CURTA)
  12. AGENTS OF S.H.I.E.L.D. 1ª TEMPORADA (SÉRIE – EPISÓDIOS 01 A 07)
  13. THOR: O MUNDO SOMBRIO
  14. ALL HAIL THE KING (CURTA)
  15. AGENTS OF S.H.I.E.L.D. 1ª TEMPORADA (SÉRIE – EPISÓDIOS 08 A 16)
  16. CAPITÃO AMÉRICA 2: O SOLDADO INVERNAL
  17. AGENTS OF S.H.I.E.L.D. 1ª TEMPORADA (SÉRIE – EPISÓDIOS 17 A 22)
  18. GUARDIÕES DA GALÁXIA
  19. AGENTS OF S.H.I.E.L.D. 2ª TEMPORADA (SÉRIE – EPISÓDIOS 01 A 10)
  20. AGENT CARTER (SÉRIE – EPISÓDIOS 01 A 08)
  21. AGENTS OF S.H.I.E.L.D. 2ª TEMPORADA (SÉRIE – EPISÓDIOS 11 A 16)
  22. DEMOLIDOR (SÉRIE – EPISÓDIOS 01 A 13)
  23. AGENTS OF S.H.I.E.L.D. 2ª TEMPORADA (SÉRIE – EPISÓDIOS 17 A 19)
  24. VINGADORES: A ERA DE ULTRON
  25. AGENTS OF S.H.I.E.L.D. 2ª TEMPORADA (SÉRIE – EPISÓDIOS 20 A 22)
  26. HOMEM FORMIGA

fase 3

Complicado, não? Percebam que inclui os curtas metragens, pois dão uma visão mais imersiva no universo, embora não sejam primordiais para seu entendimento. O mesmo se pode dizer da série do Demolidor, que funciona por si só (e aqui abrirei um grande parêntese, pois essa série marca o início do Marvel Knights, que terá mais 3 séries de anti-heróis vigilantes, para enfim ter uma série própria reunindo todos em uma equipe, como foi feito lá no começo do MCU: é o universo dentro do universo).

Na lista também não inclui os prólogos em quadrinhos que também pertencem ao MCU, pois quis restringir ao audiovisual, e também ficaria muito extensa essa lista (já é) (e eu também nem li essas HQs)

Mas, embora tenhamos esses problemas no MCU, não podemos tirar o mérito de que de fato, é uma iniciativa ambiciosa (e lucrativa), que marca uma mudança da nossa forma de pensarmos o cinema, trazendo tudo em nossa volta como referência e referido para o entendimento da narrativa.

Afinal, #TudoEstáConectado.

Um grande abraço e até a próxima!

MarvelStudiosLogo

PS: Temos também outros personagens da Marvel que, embora tenham filmes no cinema, não fazem parte do MCU, por terem já seus direitos reservados a outros estúdios, como a Fox, que tem os X-Men (5 filmes da equipe – mais 1 a ser produzido, com mais 2 solo de Wolverine – e talvez mais 1 pra fechar a trilogia, e ainda já está agendada a estreia de Deadpool, desse mesmo universo) e o Quarteto Fantástico (com 2 filmes, mais 1 reboot que estreia agora também). O Homem Aranha vai finalmente fazer parte do universo Marvel, por conta de um acordo feito com a detentora de seus direitos (a Sony, que já produziu 5 filmes do herói, sem vinculação com o MCU), sendo que seu filme solo (esse sim dentro do MCU) estreará em 2017 e o personagem terá aparições no filme do Capitão América e dos próprios Vingadores.

PS2: A propósito, percebam como a editora Marvel é implacável. Os personagens que ela não conseguiu os direitos de volta vão praticamente desaparecer do universo dos quadrinhos. Já foi dito que os X-Men serão expulsos da Terra, exilados em um planeta distante, sendo devidamente substituídos pelos Inumanos, equipe que pertence à Marvel e terá seu filme lá em 2019. O Quarteto Fantástico também teve um destino parecido, tendo sua derradeira edição mês passado, sugerindo o fim da equipe, com seus heróis integrando aventuras em outras revistas. A ideia, como se pode ver, é acabar com a visibilidade desses heróis, minando as possibilidades de impacto comercial para os filmes. E olha que a estreia do novo Quarteto Fantástico nos cinemas já é agora em agosto. E justamente aqui querem acabar com a equipe nos quadrinhos… Pois é.

four

 

Gabriel Escudero

Especialista em cultura pop. Cinéfilo graduado em curso de crítica. Pai de dois sapecas. Escreve sobre cinema e entretenimento.

4 thoughts on “Entendendo o Universo Cinemático Marvel

  1. Amei o texto. Alias acho que essa é a melhor época para ser um fã de super herois ja que todos estão invadindo o cinema e televisão.

    Beijos!

  2. Legal, muito bacana !!!!!
    Não sabia de muitas coisas!!!!
    Como não gostei de Agents of Shield achei meio estranho aquela parte que citou sobre o objeto. Agora tá explicado.
    Parabéns tá muito legal.

    1. Valeu, Eduardo! Pois é, a Marvel está com esse pequeno problema de conectividade essencial nas séries. O filme tem que trabalhar por si só. Eu lembro que sempre que faziam uma adaptação de livros diziam “Ah, mas no livro você entende!”. Eu não preciso ler o livro (nem ver a série) para entender o filme. Se eu preciso, então o filme tem problemas. Por mais que queiram interligar as mídias. Podem fazer isso, mas que façam como easter eggs ou sejam redundantes mesmo. Sacrificam o público televisivo, mas deixam a produção mais eficaz.

Comente