cinema, entretenimento, televisão

Netflix e a Propaganda Involuntária (com Dicas!)

nethead

Uma coisa boa nem precisa de publicidade. Já fazem por ela sem nem perceber.

Sabe aquele momento em que você está em seu sofá, zapeando pelos canais de TV e, de repente, passa por aquele filme, AQUELE FILME, que você estava querendo tanto ver? Só que ele já está começado, o que perde toda a graça. Alguns nem ligam mais, contudo uma experiência completa e satisfatória de se assistir a uma produção cinematográfica seria de cabo a rabo, do início ao fim. Ou então quando sabemos que o filme passará tal hora no canal, mas estamos em uma reunião de amigos, o que nos faz perder o horário (e o filme, logicamente). Ah, mas vai passar reprise! Sim, às 3 da manhã. Boa sorte.

Pois bem, esses são os entraves e dilemas que presenciamos na vida moderna. E agora, com as rotinas cada vez mais atribuladas e inesperadas, com tarefas cada vez mais flexíveis e numerosas, fica um tanto complicado fixar horários, marcar compromissos com nossos televisores, mesmo porque, convenhamos, o lazer fica sempre por último na lista de prioridades. Enfim…

Mas por que disso tudo? Vou chegar logo ao ponto. O assunto de hoje é o serviço de streaming de filmes e séries, que tem o Netflix como sua principal opção.

Já faz um tempinho que aderi a esse serviço. E, vejam, mudou completamente a forma que assisto à televisão. Hoje, não vejo mais filmes em canais. Não me preocupo com o que está na grade de programação. E, principalmente, não me atenho aos horários. Ligo lá, e já tenho minha lista aguardando o play.

Ainda mais hoje em dia, com as videolocadoras cada vez mais escassas, e pensando na comodidade e na não preocupação em devolver o filme (bem antigamente, ainda me preocupava em rebobinar a fita!). Os títulos estão lá, na TV, no computador, no tablet, até no celular!

E um atrativo específico em relação ao Netflix são as produções originais, que só vemos lá em primeira mão. Alguns exemplos são séries como House of Cards, Orange Is The New Black e Marco Polo, que são bem faladas. O documentário Virunga também é produção original e foi indicado ao Oscar 2015.

O Netflix tem se destacado por mostrar preocupação com os fãs de séries. São atitudes como a renovação de uma última temporada de Arrested Development, depois de 7 anos e a pedido de fãs, bem como o apoio para a produção de uma série derivada de Breaking Bad, de muito sucesso na plataforma, chamada Better Call Saul, que tem tido desempenho impecável perante os críticos. Isso sem contar com novidades que vem por aí, como várias séries baseadas em personagens da Marvel e comédias, com nomes como Tina Fey e Jane Fonda envolvidos. Seu perfil nas redes sociais também é bem engajado, com mensagens que remetem a memes de internet.

Compre aqui
Compre aqui

E vejam que engraçado. A satisfação com o serviço é tamanha, que fazemos até publicidade involuntária dele. É o famoso boca-a-boca (ou no nosso caso moderno, o tela-a-tela), que traz esse conhecimento e notoriedade. Vejam só que até eu estou fazendo um post sobre o serviço sem receber absolutamente nada por isso. Muitos fazem isso, pura e simplesmente pela satisfação.

Recentemente, o apresentador Sílvio Santos declarou em seu programa que não assiste televisão em seu lar, por ser seu campo de trabalho há tantos anos (e até entendemos, já que ninguém aguenta ficar 24 horas trabalhando e vendo o seu trabalho). Mas o que ele faz? Assiste ao Netflix!

 

E, sem perder a oportunidade, o próprio dono do Netflix respondeu, aproveitando para divulgar o retorno de uma de suas séries.

 

Repararam que o Sílvio comentou sobre a série A Bíblia? Adivinhe qual título entrou para a lista de populares?

Screenshot_2015-03-02-09-14-55

Então, depois das devidas apresentações, darei algumas dicas de filmes que estão disponíveis no catálogo. São gêneros variados, alguns conhecidos, outros nem tanto, mas todos muito bons e recomendados.


 

hard-candy-poster1- Menina Má.com – tem como pano de fundo a temática de pedofilia, porém com surpresas e reviravoltas que dão sustentação e este tenso filme.


Searching_for_bobby_fischer

2- Lances Inocentes – drama sobre um garoto com o dom de jogar bem xadrez, e sua relação com um mestre na modalidade. Tocante e com forte carga emotiva.


somewhere-in-time-movie-poster-1980-1020221051

3- Em Algum Lugar do Passado – um romance com linda trilha sonora, que atrai a quem procura um verdadeiro amor, não importa a época.


prestige

4- O Grande Truque – a competição de dois grandes mágicos, que chega a extremas consequências. Filme bem empolgante, que pode pregar peças no espectador.


descent_ver2

5- Abismo do Medo – terror sobre um grupo de mulheres que estão explorando uma caverna e… Bem, tem que ver pra não estragar.


shall_we_dance_ver2

6- Dança Comigo? – filme leve, com temática sobre manter a paixão ainda depois de um longo relacionamento. Vale uma sessão da tarde.


The_Notebook_pôster

7- O Diário de uma Paixão – romance bem envolvente de um casal na juventude, com um final emocionante.


palhaco_poster

8- O Palhaço – filme brasileiro de Selton Mello, bastante elogiado e premiado em festivais. Artístico e emotivo.


stardust

9- Stardust: O Mistério da Estrela – aventura com bastante fantasia. Baseado em livro do Neil Gaiman, o que já mostra sua qualidade.


the others

10- Os Outros – mistério sobrenatural, em um clima de tensão e medo do desconhecido. Vai dar alguns sustos.


Bom divertimento!

flix

Gabriel Escudero

Especialista em cultura pop. Cinéfilo graduado em curso de crítica. Pai de dois sapecas. Escreve sobre cinema e entretenimento.

4 thoughts on “Netflix e a Propaganda Involuntária (com Dicas!)

Comente