cinema, entretenimento

Vem aí um filme inspirador, “A teoria de tudo”

Histórias de superação são sempre inspiradoras para mim, filmes como O discurso do Rei por exemplo, podem ser divisores de água na vida da gente.

Imaginem minha ansiedade ao descobrir que em janeiro entra em cartaz no Brasil um filme sobre Stephen Hawking!

“Não deve haver fronteiras para o esforço humano. Por pior que tudo possa parecer, enquanto há vida, há esperança.” (Stephen Hawking)

O encontro de uma estudante de artes e de um estudante de ciências, apesar da improbabilidade, é o início de uma linda história de amor e superação.

A teoria de tudo - foto divulgação
A teoria de tudo – foto divulgação

Stephen Hawking  interpretado por Eddie Redmayne , então um jovem estudante de cosmologia conquista a jovem estudante de artes Jane vivida por Felicity Jones.

Apesar da timidez do rapaz a moça se impressiona com o raro conhecimento dele e o romance dá certo.

O notório talento dele para a ciência garante sucesso nos estudos e na profissão. Tudo ia bem até ele ser surpreso por um problema de saúde incurável.

Inspirado na história real de Hawking e sua esposa, o filme A teoria de tudo retrata a trajetória de vida dele desde a depressão no momento do diagnóstico, a revolta no processo de aceitação da doença até a superação.

Em todos os momentos sua esposa Jane permaneceu ao seu lado incentivando-o a continuar seus estudos e  pesquisas e reafirmando seu amor por ele “Eu o amo, ele me ama e vamos combater essa doença juntos”, diz a personagem.

publicidade

 

O filme que retrata principalmente a juventude de Hawking conta com a direção de  James Marsh, vencedor do Oscar com o documentário O Equilibrista.

O elenco de A teoria de tudo conta também com David Thewlis que atuou brilhantemente em O menino do pijama listrado e em vários filmes da saga  Harry Potter.

A teoria de tudo estreia nos nossos cinemas em 22 de janeiro.

Por enquanto vejam que lindo o trailer:

Anna Carla

Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

Comente