vida simples

De volta às velhas novidades!

Na temporada passada do programa Saia Justa, do Canal GNT, quando as saias eram na verdade calças, o Léo Jaime comentou como é difícil se manter atualizado culturalmente depois dos 40 anos.

Acontece que chega um ponto na vida que você tem os seus gostos estabelecidos e, passada a adolescência e o início da vida adulta, você aprende a exercer o gosto que adquiriu. Isso somado ao fato de que a rotina de uma pessoa com 40 anos, filhos, rotina de trabalho apertada, resulta numa falta de espaço e de tempo para buscar coisas novas. Muitas vezes quando sobra um tempinho para um café ou uma cerveja com um amigo já é um alívio, que no caso de busca por novidades não alivia muita coisa, já que  o amigo é de longa data e provavelmente vive uma situação similar a sua.

Aí você pode me dizer “mas tem a internet” e eu te repondo “e a preguiça, fica onde?” Isso mesmo, dá preguiça sair da sua zona de conforto!

Mas tendemos a lutar um pouco contra isso, afinal não queremos ficar igual aos nossos pais, parados culturalmente em duas décadas atrás.

Aí é que vem o pulo do gato, aí é que a porca torce o rabo e o cérebro da gente prega peças!

Por exemplo, ouvi falar do músico belga-australiano Gotye e fui conferir, de cara gostei do hit, que apesar de ser novo pra mim é de 2011,” Somebody I used to know”, ouvi outras músicas e continuei gostando até que tudo fez sentido quando me deparei com isso aqui no Youtube:

Putz! Amo The Police desde sempre! Sou fã apaixonada do Sting! Tudo fez sentido!

E a cabecinha viciada  não pára por aí. Outro exemplo a dupla de Nova Yorque Lemon.

Não precisa ter vivido nos anos 80 pra sacar que a voz do vocalista Roger Smith é muito parecida com a voz do Morten Harket do A-ha, minha banda favorita na adolescência.

E para tirar qualquer outra dúvida de que minha cabeça é viciada no meu gosto musical, tem o She wants revenge que não me deixa mentir, totalmente Joy Division.

No fim de tudo penso que  mesmo se eu procurar acho que vou acabar gostando das mesmas coisas.

E  uma salva de palmas às velhas novidades!

Anna Carla

Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

Comente