entretenimento

Faz muito tempo, mas eu também fui no Rock in Rio =D

Dia 26 de janeiro de 1991, um dia inesquecível para mim. Eu, então fã de carteirinha dos noruegueses do A-ha, era uma das 198.000 pessoas que estavam no Maracanã no Rock in Rio II.

É verdade que tendo sido no Maraca muita coisa era tosca, os banheiros e  as lanchonetes por exemplo, mas o som tanto de bandas nacionais como internacionais era bom, muito bom.

d3ac382b8d615b4bd6fbe227d55ad228

Depois de assisitir pela televisão, no último fim de semana, a tão esperada Kate Parry desafinar feio e patinar no repertório vestida de animadora de festa infantil, eu me lembrei que em 1991 nem mesmo a musa teen da época, Debbie Gibson, decepcionou, eu particularmente não curtia mas foi um show tecnicamente impecável, a garota tinha uma voz incrível e dançava muito bem , tocava piano e era uma fábrica de hits! Tudo isso, pasmem, sem desafinar ou perder o fôlego!

Lembro que naquela ocasião quem abriu foi o  “Nenhum de nós”, na memória para sempre cantar o “astronauta de mármore” no Maraca ao pôr do Sol… Depois o lindo do Dinho, Capital Inicial que adoro até hoje, num show super empolgante! Information Society, bem dançante mas meio tosco. Pouco tempo depois eles fizeram um show aqui em Santos no extinto e saudoso Caiçara Clube que foi um pouco melhor. Acho que eles ficaram meio nervosos com um público gigante como o do Rock in Rio II.

aha3

Me lembro que o A-ha trocou de horário com o Paulo Ricardo que ficou meio “fulo” da vida porque, depois do êxtase que foi o show do A-ha, houve meio que uma debandada do público para as lanchonetes e banheiros, tsk, tsk… Eu mesma fiz isso! E na volta quem tava no palco era o Happy Mondays, uma banda meio desconhecida aqui no Brasil na época e que eu gostei de cara!

Lady Miss Kier (Deee-Lite) 16

Verdade que muito do que tocou, de um modo geral, nesse Rock in Rio II influenciou meu gosto musical para o resto da minha  vida. Eu que até os 18 anos tinha sido sempre  meio hipponga de cabelo comprido, gostava de Hendrix, Joplin, Beatles, Pink Floyd, Rick Wakeman cortei o cabelo channel e pintei de vermelho depois de ver o remelexo da Lady Miss Kier e me percebi doida para cair na buwatchy!

Fato: depois de ir a um evento desse porte você nunca mais é o mesmo.

Estive revendo alguns vídeos do show do A-ha para colocar um ilustrando esse post e me arrepiei vendo a galera! E só de me lembrar o quanto eu pulei naquela noite de janeiro de 1991, minhas pernas ficam bambas até agora!

Com vocês um dos momentos mais emocionantes do show, quiçá daquela edição do Rock in Rio: “Hunting High and Low”.

Anna Carla

Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

Comente