cotidiano

Dia da mãe, de dois.

Este será meu primeiro dia das mães como mãe de dois. O segundo ainda nem nasceu mas cresce a passos largos a cada dia!

Para  a filha muita coisa mudou também… Além da minha barriga que cresce e do meu afeto que ela erroneamente pensa que será dividido. A dentição definitiva chegando, a mudança de escola e chegou a hora e a vez da alfabetização. Agora tem lição de casa, tem aula de matemática, inglês e informática. Isso tudo também me assusta.

Como contrapeso tem o ballet, o canto, o teatro… E como aquela “danadinha” se sai bem nestas atividades!

Hoje recebi meu primeiro cartão de dia das mães escrito pela minha menina alfabética. Não me contive e chorei de emoção ainda na porta da escola com ela me pedindo “não chore não mamãe, se não eu choro também”!

Amanhã tem festa. Ela vai cantar, dançar e representar pra mamãe e já me pediu “meu vestido tem que ter brilho!”

Será o nascimento de uma estrela? Não sei. Talvez.

No meu coração, certamente, ela já brilha e muito.

Quero que  a Sofia tenha certeza que pode vir o Joaquim com tudo o que ele tem direito que o meu amor por ela é só dela, e  de mais ninguém.

É claro que ele também terá o meu amor só pra ele e eu tenho certeza de que tenho amor suficiente pros dois. Porque estar grávida de um menino neste momento da minha vida não é somente me sentir inteira, é me sentir engrandecida, maior  e com muito mais amor no meu coração.

Feliz dia das mães pra quem tem mãe, pra quem não tem, pra quem já é e pra quem ainda vai ser de alguma forma.

Anna Carla

Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

3 thoughts on “Dia da mãe, de dois.

Comente