cotidiano

às vezes eu fico com raiva, muita raiva.

E nem com todo Reiki, toda soja, toda yoga do mundo consigo me livrar por completo deste sentimento.

Peguntei: “Doutora, eu tenho cura?”

E ela me disse: “Cura pra quê? É normal sentir raiva, em alguns casos é um sentimento até saudável. A raiva tira o ser humano da letargia, a raiva movimenta, levanta a poeira e te esfrega na cara que algo não está indo bem. A raiva é o start para mudança, você só tem de aprender a lidar com  ela, a sentí-la, compreendê-la e liberá-la.”

Até Osho escreveu sobre isto:

“Ao conseguir expressar a raiva pela raiva, aparentemente sem motivos, você ficará muito feliz, pois se sentirá livre. Do contrário, mesmo a raiva é controlada pelas situações, não por você. Se não puder fazê-la surgir, como a deixará partir?”

Leia mais palavras de Osho aqui.

Então tá né.

Anna Carla
Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

Comente