cotidiano

Dia cinza demais.

Ando pela rua em meio a chuva fina, vento tão cortante que um cachecol parece pouco, e mesmo com tudo cinza ainda consigo ver uma borboleta colorida. Laranja, vermelho e amarelo em perfeita sintonia. Ela está  pousada delicadamente embaixo de uma árvore, se protegendo do tempo que para todo o mundo passa e passa logo. Para uns certamente passa mais depressa do que para outros, mas é fato: ter 19 anos não é para sempre e deve ser duro ter essa idade invejar a liberdade da borboleta que só não voa porque não quer se molhar.

Trilha sonora deste post: Ella Fitzgerald cantando lindamente “Stormy Weather” com o acompanhamento do pianista Joe Pass em Hannover em 1975. Clique aqui para ouvir.

Anna Carla
Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

1 thought on “Dia cinza demais.

  1. Olá Moça.

    Obrigado pela Visita.

    Concordo contigo sobre o lado enfadonho das possibilidades solitárias, mas mesmo assim acho que é algo mais suportável do que a ansiedade infinita do trabalho concurseiro.

    E perseverança sempre pra nós, os guardiões da justiça.

    Abraço.

Comente