cotidiano

Feriado na livraria

Uma das coisas que mais gosto de fazer quando estou ” à toa”  é visitar uma livraria, e foi uma das coisas que fiz na companhia da minha pequena neste feriado. Ela com seus olhinhos curiosos, mãozinhas ávidas e cuidadosas  procurando o que mais lhe interessava nas estantes. Este é o tipo da coisa que pode deliciosamente nos distrair por horas…

O que é bacana de se visitar a sessão infantil de algumas livrarias nesta época de férias é que se encontram muitos títulos em promoção, desde aventuras juvenis e  infantis, coleção vagalume, até clássicos da literatura. Hoje por exemplo adquiri para a pequena um livro que tive na minha infância em uma de suas primeiras edições, mas que infelizmente as traças devoraram no antigo apartamento da minha mãe, O Menino Maluquinho do Ziraldo, hoje em sua 93ª edição mas ainda com as resenhas de  Carlos Drumond de Andrade e Paula Saldanha, pela pechincha de R$ 9,90! Como diz meu marido ” mais barato que um danoninho!”

Mas a grande descoberta da tarde foi um livro que chamou a atenção da minha filhota pelas belíssimas ilustrações assinadas por Lu Martins, e com o livro nas mãos ela disparou:

-“Mamãe que estória é essa? É legal?”

fpessoa

E eu não pude deixar de dizer que sim e também acabei comprando esta jóia: “Fernando Pessoa – Poemas para crianças”, com a seleção, introdução e notas de Alexei Bueno, Editora Martins Fontes.

E eu completei:

-“Filha, agora as nossas tardes preguiçosas das férias serão coloridas pelos poemas de Pessoa, o que tem neste livro são poesias para crianças, é muito bonito e gostoso de ler, e eu vou adorar ler pra você!”

Segue um delicioso trechinho:

A fada das Crianças - Fernando Pessoa
Do seu longínquo reino cor-de-rosa, 
Voando pela noite silenciosa,
A fada das crianças vem, luzindo.
Papoulas a coroam, e, cobrindo
Seu corpo todo, a tornam misteriosa.
 À criança que dorme chega leve,
E, pondo-lhe na fronte a mão de neve,
Os seus cabelos de ouro acaricia
- E sonhos lindos, como ninguém teve,
A sentir a criança principia.
E todos os brinquedos se transformam
Em coisas vivas, e um cortejo formam:
Cavalos e soldados e bonecas,
Ursos e pretos, que vêm, vão e tornam,
E palhaços que tocam em rabecas...
E há figuras pequenas e engraçadas
Que brincam e dão saltos e passadas...
Mas vem o dia, e, leve e graciosa,
Pé ante pé, volta a melhor das fadas
Ao seu longínquo reino cor-de-rosa.
 
 
Anna Carla
Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

2 thoughts on “Feriado na livraria

  1. Olá!! Foi uma grande surpresa encotrar seu link lá nas minhas estatísticas. Adorei seu blog (todo) e vou anotar a dica do Fernando Pessoa, já que minhas pequenas também estão em férias, e também amam livros, que chamam atenção primeiramente pelas cores e ilustrações, e depois pelos textos.
    Bom final de semana!!!

    Chris, a Mulherpolvo.

  2. Deliciosamente linda. Ver sua filha crescer em meios a tantas palavras e sentimentos lindos como os que Pessoa transmite, deve ser magnífico. Beijocas.

Comente