cotidiano

Nostalgia

Esta época do ano normalmente já me deixa nostálgica, ainda mais com minha filha em casa assistindo o canal Rá-tim-bum!
Neste momento, quando ouço esta canção do Zé Renato minha infância pulsa, lateja, de saudade.
Saudade de ver minha mãe jovem, de ter meu mano velho por perto, saudades do meu pai, saudades de empinar pipa com meu outro brother, das minhas bonecas de papel, da minha prateleira branca de brinquedos, dos meu gibis…
Saudade que não tem fim.
Saudade do tempo em que a vida era só uma interrogação.
Saudade, saudade, saudade.
Pai, mano, família.

A Família
Zé Renato
Composição: Edu Lobo
É lá o inicio de tudo
o a bê cê dê;
de lá, caminhos do mundo
e você.
O jeito engraçado ou implicante do irmão,
a mãe que ensina o sim e o não,
o pai quer ser cabeça mas é mesmo coração.
A vida é interrogação.
Mamãe vou ser herói
e eu a bailarina.
Pai, aqui me dói
o que será?
É hora de dormir…
Que linda essa menina!
Príncipe valente ele será!
É lá o inicio de tudo
o dó ré mi fá,
de lá mistérios do mundo:viver.
Anna Carla
Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

1 thought on “Nostalgia

  1. ahhhhhhhhhhhh

    eu só consigo sentir saudade, nesse momento, de um balde de castanhas portuguesas….

    ah, castanhas!

Comente