cotidiano

O vento vai tirando tudo do lugar.
Energia em movimento.
Pensamentos que seguem adiante, saídos das gavetas.
Relações mutantes, umas melhoram, outras acabam.
E o vento, varre tudo de seus lugares, dispersando dores e pesares.
Ah, mas esse vento leva também o lixo, tóxico, sombrio…
E fica o vazio.
Limpo, límpido, cristalino.
Agora as gavetas se arranjam e se reorganizam em energia saudável,
Livres de pensamentos obsoletos e roupas que não servem mais.
Noutro lugar, melhor.
Aconchego, lar.

Anna Carla
Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

Comente