cotidiano

Eu também não aguento mais!

Só se fala no “caso Isabela”.
Concordo plenamente com a Soninha, chocante e banalizado.Esqueceram que existe uma mãe de luto no meio disso tudo, chega de sensacionalismo!
Os telejornais anunciam imagens e notícias exclusivas como se estivessem divulgando uma novidade imperdível na programação, por Deus tenham misericórdia desta mãe e parem de repetir a todo instante “jogada pela janela”!
Tenho uma filha de três anos a quem tento ao máximo poupar destes telejornais, ninguém precisa ser exposto a tanta violência e tristeza. Violência sim, é o que a imprensa vem realizando com as matérias exclusivas diárias…ontem a noite numa tentativa de mudar de canal durante a uma exibição tosca do Jornal Nacional, eu e meu marido detectamos quatro outros telejornais que noticiavam a mesma coisa, ao mesmo tempo “com exclusividade”, é um absurdo.
Aproveitei a oportunidade para colocar a pimpolha mais cedo na cama, com um livro de estórias debaixo do braço. O tapete mágico, Negrinho do Pastoreio e Sherazade, salvaram minha filha com folclore e amor.
Agora, por Isabela e sua mãe, silêncio.

Anna Carla
Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

Comente