cotidiano

Aforismo

Nós nunca sabemos quanto tempo temos.
Nascer e morrer é uma constante, como a respiração.
Nasce e morre, nasce e morre, nasce e morre.
Inspirando e expirando, profundamente.
Se eu soubesse antes quanto tempo eu teria na companhia dos meus queridos talvez tivesse feito diferente, tivesse desfrutado mais, afagado mais, segurado suas mãos com mais força para que não nos escapássemos… Ainda assim isto aconteceria, e aconteceu.
Acontece com quem morre e com quem é vivo também.
As pessoas se apartam e mesmo estando vivas as saudades podem ser tantas como se estivessem mortas.
Aproveitar o tempo presente com amor, esta é a máxima.

Anna Carla
Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

1 thought on “Aforismo

Comente