cotidiano

Versos de Orgulho (Florbela Espanca)

“O mundo quer-me mal porque ninguém
Tem asas como eu tenho!

Porque Deus M
e fez nascer Princesa entre plebeus
Numa torre de orgulho e de desdém.
Porque o meu reino fica para além…
Porque trago no olhar os vastos céus…
E os ouros e clarões são todos meus!
Porque eu sou Eu e Eu sou alguém!
O mundo? O que é o mundo, meu Amor?
– O jardim dos meus versos todo em flor…
A seara dos teus beijos, pão bendito…
Meus êxtases, meus sonhos, meus cansaços…
– São os teus braços dentro dos meus braços,
Via Láctea fechando o infinito…”

Anna Carla
Mãe, advogada e blogueira. Amo gatos, plantas e vida simples. Escrevo por prazer.

Comente